quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Trabalhar só pelo Dinheiro é possível e ser Feliz? Certamente que sim!

trabalhar pelo dinheiro e ser felizEu já fui um daqueles profissionais que faziam de tudo pra “vestir a camisa da empresa”.

Eu já me preocupei em tentar conseguir um emprego onde fizesse algo que eu gosto, onde o ambiente fosse legal e as pessoas idem.

Eu já idealizei ser bem remunerado fazendo algo que me deixasse feliz.

E aí eu acordei.

A realidade nua e crua de quem quer realmente ganhar dinheiro

Em primeiro lugar, discordo do ponto de vista da maioria das pessoas em que “você deve fazer o que você ama e o dinheiro será consequência”.

A crueldade do mundo não permite certo tipo de romantismo quando há papel bordado envolvido. Suas contas não se pagam com “amor ao que faz”.
Essa necessidade de fazer o que “ama” pra sentir-se bem e realizar plenamente suas atividades é errada em diversos níveis.

Imagine a situação: acordar cedo é horrível, então você coloca sua música favorita para tocar como despertador para acordar mais feliz.

Em poucas semanas, você continuará chateado por acordar cedo e estará odiando uma música que amava tempos atrás.


Com o seu trabalho é a mesma coisa 


Condicionar desempenhar bem uma função ao fato de ter apreço por ela é um fator limitador das suas aspirações profissionais.

Parta do princípio que há coisas que devem ser feitas.

E é preciso que alguém faça.

Ninguém se realiza passando oito horas por dia analisando planilhas, mas ainda assim é algo que precisa ser feito.

Banheiros precisam ser limpos, ruas precisam ser varridas, há uma série de tarefas chatas, que pagam mal e cansam muito que você jamais se sentiria realizado(a) fazendo mas que precisam ser feitas de qualquer forma.

A ilusão de um emprego ideal é apenas isso, uma ilusão.

Veja uma pesquisa respeito, e que o problema é bem mais em  baixo.



 O mais maravilhoso dos empregos passará a ser chato depois de um tempo.
Mudar essa perspectiva é simples. Quando você é pago para fazer algo ou faz para si próprio na expectativa de receber dinheiro por isso, não é nada mais que sua obrigação realizar um bom trabalho.

É por isso que fazer o que gosta não deve ser condição para você fazer bem suas tarefas.

Não é como se você estivesse fazendo um favor a alguém. É o mínimo que se espera de você.

Uma visão diferente do seu trabalho e da sua renda

Para mudar essa perspectiva, você precisa enxergar que o trabalho não é um fim, mas um meio.

As coisas que realmente importam para você são amor, família, viagens, férias, uma boa refeição, uma tarde de sono despreocupado ou ler um livro deitado numa rede.

Buscar realização no trabalho é mirar o lugar errado.
  • “Ok, mas isso impede alguém de tentar ser feliz no trabalho? 
  • De buscar fazer algo que gosta?”. 

De forma alguma, tem doido pra tudo.

Mas invariavelmente você irá se frustrar depois de um tempo, transformando algo que lhe trazia somente alegria em algo associado a stress, cansaço, prazos, discussões e demais mazelas que um trabalho remunerado proporciona.

Não há almoço grátis. 

Mesmo artistas, jogadores de futebol e outros afortunados ralam bastante, cada qual da sua forma para manter o status conquistado. Com você não vai ser diferente.
A conclusão disso é que você pode (e deve) criar um blog pensando em ganhar dinheiro, se é esse seu objetivo. Ganhar dinheiro honesto não é feio, não é crime, não é vergonhoso.

Se você pretende criar um blog pensando exclusivamente no dinheiro, eu entendo perfeitamente.

Se vai dar certo ou não é outra história, mas isso vale também para quem cria um site por hobby ou por amor. Nada garante que ele será sucesso ou que irá gerar receita.
Blogar é um trabalho como outro qualquer, que exige dedicação, esforço, estudo e melhora constante. Da mesma forma, é justo que se faça por dinheiro, como em qualquer outra atividade.

Afinal, ninguém que trabalha “por amor” abre mão do pagamento no fim do mês, não é verdade?

Assine a Nossa Lista Vip

Receba no seu email Gratuitamente dicas exclusivas de Renda Extra.

Informe seu Email:

Nenhum comentário:

Postar um comentário